As Festas Bíblicas

Pesach – A Páscoa bíblica, diferente da pagã que é também no mesmo mês, é uma festa para relembrar que Yahuah Tzevaot passou pelo Egito matando todos os primogênitos dos egípcios porquê o faraó não quis libertar o nosso povo. Levítico 23:5.

Essa é a mesma festa que Yahusha comemorou antes de sua morte, o evento no qual o cristianismo chama de “Santa Ceia” ou “A última ceia”, na verdade não é um evento comum e aleatório que se tornou santo, mas sim a primeira festa da Torah que Yahusha cumpria, e disse para que cumpramos em memória Dele. Ele deu novo significados a todas as festas, pois a morte dele foi a conversão do templo físico, o Santo dos Santos, para o templo espiritual que é o corpo do teu povo, desde então a Páscoa que era o sacrifício de um cordeiro, passa a ser o próprio Messias o cordeiro, e os pães ázimos.

Comemoramos entre o pôr-do-sol e as trevas completas do décimo quarto dia do primeiro mês, ou seja, contamos 14 dias incluindo o início da primavera, e então será dia 3 de Abril, comemos pães ázimos com suco de uva.


Matzah – A festa dos Pães ázimos, essa festa que se comemora emendada na Pessach, se comemora o fato de Yahuah ter tirado o nosso povo do Egito às pressas, portanto se comemora 7 dias de pães ázimos, sendo o primeiro e no sétimo dia sagrado como um Shabbath. Levítico 23:6

Yahusha foi os pães ázimos.

Comemoramos do dia 4 de Abril até o dia 10, os dias entre eles não são como um Shabbath, porém o dia 4 e o dia 10 são sagrados como um Shabbath, esse 7 dias, passamos comendo pães ázimos com suco de uva.


Primícias – A festa que nosso povo comemorava fazendo oferta queimada de animais de 1 ano de vida e primícias de todo grão tirado de suas terras de plantações, porém como é Shabbath, o kohen (que é o sacerdote) fazia a oferta queimada no dia seguinte, porém como os sacrifícios acabaram com o Messias, podemos comemorar no Shabbath mesmo. Levítico 23:10

Essa foi a Ressurreição de Yahusha.

Comemoramos juntando um pouco dos melhores alimentos e doamos para necessitados; se torna a festa do dízimo.


Shavuot – A festa de Pentecostes comemorada 50 dias após a primícias, com uma nova oferta queimada de primícias. Levítico 23:16

Ascensão de Yahusha aos céus.

Comemoramos 50 dias após a festa das Primícias, que então será dia 31 de Maio, comemos pães ázimos com suco de uva.


Yom Teruá – A festa das Trombetas, comemorada no primeiro dia do sétimo mês um dia de descanso absoluto, como um Shabbath, relembrando a convocação sagrada anunciada com o som do shofar. Levítico 23:24

Essa festa ainda não se cumpriu, se cumprirá na primeira parte da semana do apocalipse, com os Eleitos anunciando trombetas a partir do 1° selo.

Comemoramos dia 24 de Setembro, comemos pães ázimos com suco de uva. É um belo dia para adoração tocando músicas para Yahuah e Yahusha.


Yom Kippur – O dia da Expiação, comemorada 9 dias depois do Yom Teruá, é o dia da expiação dos pecados que era feito com as tribos de Yisrael. Levítico 23:27

O dia da expiação se cumprirá no 6° selo com a Ira do Cordeiro – Inversão do Campo Magnético.

Comemoramos dia 3 de Outubro do pôr-do-sol até o pôr-do-sol do dia 4 de outubro


Sukkot – A festa das Cabanas, comemorada 5 dias depois do Yom Kippur, se comemora as boas colheitas, onde as tribos moravam em cabanas e ofereciam sacrifícios. Levítico 23:34

Se cumprirá no Milênio, Reino do Messias.

Comemoramos do dia 8 ao dia 15 de Outubro, os 7 dias em barracas, acampamentos, etc, o dia 8 e o dia 15 são sagrados como um Shabbath.

 

Para informações mais completas e complementares, assista meu video:

Procedimento (Bíblia Almeida Corrigida Fiel):

Êxodo 29: Isto é o que lhes hás de fazer, para os santificar, para que me administrem o sacerdócio: Toma um novilho e dois carneiros sem mácula,
E pão ázimo, e bolos ázimos, amassados com azeite, e coscorões ázimos, untados com azeite; com flor de farinha de trigo os farás,
E os porás num cesto, e os trarás no cesto, com o novilho e os dois carneiros.
Então farás chegar a Arão e a seus filhos à porta da tenda da congregação, e os lavarás com água;
Depois tomarás as vestes, e vestirás a Arão da túnica e do manto do éfode, e do éfode, e do peitoral; e o cingirás com o cinto de obra de artífice do éfode.
E a mitra porás sobre a sua cabeça; a coroa da santidade porás sobre a mitra.
E tomarás o azeite da unção, e o derramarás sobre a sua cabeça; assim o ungirás.
Depois farás chegar seus filhos, e lhes farás vestir túnicas.
E os cingirás com o cinto, a Arão e a seus filhos, e lhes atarás as tiaras, para que tenham o sacerdócio por estatuto perpétuo, e consagrarás a Arão e a seus filhos;
E farás chegar o novilho diante da tenda da congregação, e Arão e seus filhos porão as suas mãos sobre a cabeça do novilho;
E imolarás o novilho perante o Senhor, à porta da tenda da congregação.
Depois tomarás do sangue do novilho, e o porás com o teu dedo sobre as pontas do altar, e todo o sangue restante derramarás à base do altar.
Também tomarás toda a gordura que cobre as entranhas, e o redenho de sobre o fígado, e ambos os rins, e a gordura que houver neles, e queimá-los-ás sobre o altar;
Mas a carne do novilho, e a sua pele, e o seu esterco queimarás com fogo fora do arraial; é sacrifício pelo pecado.
Depois tomarás um carneiro, e Arão e seus filhos porão as suas mãos sobre a cabeça do carneiro,
E imolarás o carneiro, e tomarás o seu sangue, e o espalharás sobre o altar ao redor;
E partirás o carneiro por suas partes, e lavarás as suas entranhas e as suas pernas, e as porás sobre as suas partes e sobre a sua cabeça.
Assim queimarás todo o carneiro sobre o altar; é um holocausto para o Senhor, cheiro suave; uma oferta queimada ao Senhor.
Depois tomarás o outro carneiro, e Arão e seus filhos porão as suas mãos sobre a sua cabeça;
E imolarás o carneiro e tomarás do seu sangue, e o porás sobre a ponta da orelha direita de Arão, e sobre as pontas das orelhas direitas de seus filhos, como também sobre os dedos polegares das suas mãos direitas, e sobre os dedos polegares dos seus pés direitos; e o restante do sangue espalharás sobre o altar ao redor;
Então tomarás do sangue, que estará sobre o altar, e do azeite da unção, e o espargirás sobre Arão e sobre as suas vestes, e sobre seus filhos, e sobre as vestes de seus filhos com ele; para que ele seja santificado, e as suas vestes, também seus filhos, e as vestes de seus filhos com ele.
Depois tomarás do carneiro a gordura, e a cauda, e a gordura que cobre as entranhas, e o redenho do fígado, e ambos os rins com a gordura que houver neles, e o ombro direito, porque é carneiro das consagrações;
E um pão, e um bolo de pão azeitado, e um coscorão do cesto dos pães ázimos que estão diante do Senhor.
E tudo porás nas mãos de Arão, e nas mãos de seus filhos; e com movimento oferecerás perante o Senhor.
Depois o tomarás das suas mãos e o queimarás no altar sobre o holocausto por cheiro suave perante o Senhor; é oferta queimada ao Senhor.
E tomarás o peito do carneiro das consagrações, que é de Arão, e com movimento oferecerás perante o Senhor; e isto será a tua porção.
E santificarás o peito da oferta de movimento e o ombro da oferta alçada, que foi movido e alçado do carneiro das consagrações, que for de Arão e de seus filhos.
E será para Arão e para seus filhos por estatuto perpétuo dos filhos de Israel, porque é oferta alçada; e a oferta alçada será dos filhos de Israel, dos seus sacrifícios pacíficos; a sua oferta alçada será para o Senhor.
E as vestes sagradas, que são de Arão, serão de seus filhos depois dele, para serem ungidos com elas para serem consagrados com elas.
Sete dias as vestirá aquele que de seus filhos for sacerdote em seu lugar, quando entrar na tenda da congregação para ministrar no santuário.
E tomarás o carneiro das consagrações e cozerás a sua carne no lugar santo;
E Arão e seus filhos comerão a carne deste carneiro, e o pão que está no cesto, à porta da tenda da congregação.
E comerão as coisas com que for feita expiação, para consagrá-los, e para santificá-los; mas o estranho delas não comerá, porque são santas.
E se sobejar alguma coisa da carne das consagrações ou do pão até pela manhã, o que sobejar queimarás com fogo; não se comerá, porque é santo.
Assim, pois, farás a Arão e a seus filhos conforme a tudo o que eu te tenho ordenado; por sete dias os consagrarás.
Também cada dia prepararás um novilho por sacrifício pelo pecado para as expiações, e purificarás o altar, fazendo expiação sobre ele; e o ungirás para santificá-lo.
Sete dias farás expiação pelo altar, e o santificarás; e o altar será santíssimo; tudo o que tocar o altar será santo.
Isto, pois, é o que oferecereis sobre o altar: dois cordeiros de um ano, cada dia, continuamente.
Um cordeiro oferecerás pela manhã, e o outro cordeiro oferecerás à tarde.
Com um cordeiro a décima parte de flor de farinha, misturada com a quarta parte de um him de azeite batido, e para libação a quarta parte de um him de vinho,
E o outro cordeiro oferecerás à tarde, e com ele farás como com a oferta da manhã, e conforme à sua libação, por cheiro suave; oferta queimada é ao Senhor.
Este será o holocausto contínuo por vossas gerações, à porta da tenda da congregação, perante o Senhor, onde vos encontrarei, para falar contigo ali.
E ali virei aos filhos de Israel, para que por minha glória sejam santificados.
E santificarei a tenda da congregação e o altar; também santificarei a Arão e seus filhos, para que me administrem o sacerdócio.
E habitarei no meio dos filhos de Israel, e lhes serei o seu Deus,
E saberão que eu sou o Senhor seu Deus, que os tenho tirado da terra do Egito, para habitar no meio deles. Eu sou o Senhor seu Deus.

 

Êxodo 30: E farás um altar para queimar o incenso; de madeira de acácia o farás.
O seu comprimento será de um côvado, e a sua largura de um côvado; será quadrado, e dois côvados a sua altura; dele mesmo serão as suas pontas.
E com ouro puro o forrarás, o seu teto, e as suas paredes ao redor, e as suas pontas; e lhe farás uma coroa de ouro ao redor.
Também lhe farás duas argolas de ouro debaixo da sua coroa; nos dois cantos as farás, de ambos os lados; e serão para lugares dos varais, com que será levado.
E os varais farás de madeira de acácia, e os forrarás com ouro.
E o porás diante do véu que está diante da arca do testemunho, diante do propiciatório, que está sobre o testemunho, onde me ajuntarei contigo.
E Arão sobre ele queimará o incenso das especiarias; cada manhã, quando puser em ordem as lâmpadas, o queimará.
E, acendendo Arão as lâmpadas à tarde, o queimará; este será incenso contínuo perante o Senhor pelas vossas gerações.
Não oferecereis sobre ele incenso estranho, nem holocausto, nem oferta; nem tampouco derramareis sobre ele libações.
E uma vez no ano Arão fará expiação sobre as suas pontas com o sangue do sacrifício das expiações; uma vez no ano fará expiação sobre ele pelas vossas gerações; santíssimo é ao Senhor.
Falou mais o Senhor a Moisés dizendo:
Quando fizeres a contagem dos filhos de Israel, conforme a sua soma, cada um deles dará ao Senhor o resgate da sua alma, quando os contares; para que não haja entre eles praga alguma, quando os contares.
Todo aquele que passar pelo arrolamento dará isto: a metade de um siclo, segundo o siclo do santuário (este siclo é de vinte geras); a metade de um siclo é a oferta ao Senhor.
Qualquer que passar pelo arrolamento, de vinte anos para cima, dará a oferta alçada ao Senhor.
O rico não dará mais, e o pobre não dará menos da metade do siclo, quando derem a oferta alçada ao Senhor, para fazer expiação por vossas almas.
E tomarás o dinheiro das expiações dos filhos de Israel, e o darás ao serviço da tenda da congregação; e será para memória aos filhos de Israel diante do Senhor, para fazer expiação por vossas almas.
E falou o Senhor a Moisés, dizendo:
Farás também uma pia de cobre com a sua base de cobre, para lavar; e a porás entre a tenda da congregação e o altar; e nela deitarás água.
E Arão e seus filhos nela lavarão as suas mãos e os seus pés.
Quando entrarem na tenda da congregação, lavar-se-ão com água, para que não morram, ou quando se chegarem ao altar para ministrar, para acender a oferta queimada ao Senhor.
Lavarão, pois, as suas mãos e os seus pés, para que não morram; e isto lhes será por estatuto perpétuo a ele e à sua descendência nas suas gerações.
Falou mais o Senhor a Moisés, dizendo:
Tu, pois, toma para ti das principais especiarias, da mais pura mirra quinhentos siclos, e de canela aromática a metade, a saber, duzentos e cinqüenta siclos, e de cálamo aromático duzentos e cinqüenta siclos,
E de cássia quinhentos siclos, segundo o siclo do santuário, e de azeite de oliveiras um him.
E disto farás o azeite da santa unção, o perfume composto segundo a obra do perfumista: este será o azeite da santa unção.
E com ele ungirás a tenda da congregação, e a arca do testemunho,
E a mesa com todos os seus utensílios, e o candelabro com os seus utensílios, e o altar do incenso.
E o altar do holocausto com todos os seus utensílios, e a pia com a sua base.
Assim santificarás estas coisas, para que sejam santíssimas; tudo o que tocar nelas será santo.
Também ungirás a Arão e seus filhos, e os santificarás para me administrarem o sacerdócio.
E falarás aos filhos de Israel, dizendo: Este me será o azeite da santa unção nas vossas gerações.
Não se ungirá com ele a carne do homem, nem fareis outro de semelhante composição; santo é, e será santo para vós.
O homem que compuser um perfume como este, ou dele puser sobre um estranho, será extirpado do seu povo.
Disse mais o Senhor a Moisés: Toma especiarias aromáticas, estoraque, e onicha, e gálbano; estas especiarias aromáticas e o incenso puro, em igual proporção;
E disto farás incenso, um perfume segundo a arte do perfumista, temperado, puro e santo;
E uma parte dele moerás, e porás diante do testemunho, na tenda da congregação, onde eu virei a ti; coisa santíssima vos será.
Porém o incenso que fareis conforme essa composição, não o fareis para vós mesmos; santo será para o Senhor.
O homem que fizer tal como este para cheirar, será extirpado do seu povo.

 

Êxodo 31: Depois falou o SENHOR a Moisés, dizendo:
Eis que eu tenho chamado por nome a Bezalel, o filho de Uri, filho de Hur, da tribo de Judá,
E o enchi do Espírito de Deus, de sabedoria, e de entendimento, e de ciência, em todo o lavor,
Para elaborar projetos, e trabalhar em ouro, em prata, e em cobre,
E em lapidar pedras para engastar, e em entalhes de madeira, para trabalhar em todo o lavor.
E eis que eu tenho posto com ele a Aoliabe, o filho de Aisamaque, da tribo de Dã, e tenho dado sabedoria ao coração de todos aqueles que são hábeis, para que façam tudo o que te tenho ordenado.
A saber: a tenda da congregação, e a arca do testemunho, e o propiciatório que estará sobre ela, e todos os pertences da tenda;
E a mesa com os seus utensílios, e o candelabro de ouro puro com todos os seus pertences, e o altar do incenso;
E o altar do holocausto com todos os seus utensílios, e a pia com a sua base;
E as vestes do ministério, e as vestes sagradas de Arão o sacerdote, e as vestes de seus filhos, para administrarem o sacerdócio;
E o azeite da unção, e o incenso aromático para o santuário; farão conforme a tudo que te tenho mandado.
Falou mais o Senhor a Moisés, dizendo:
Tu, pois, fala aos filhos de Israel, dizendo: Certamente guardareis meus sábados; porquanto isso é um sinal entre mim e vós nas vossas gerações; para que saibais que eu sou o Senhor, que vos santifica.
Portanto guardareis o sábado, porque santo é para vós; aquele que o profanar certamente morrerá; porque qualquer que nele fizer alguma obra, aquela alma será eliminada do meio do seu povo.
Seis dias se trabalhará, porém o sétimo dia é o sábado do descanso, santo ao Senhor; qualquer que no dia do sábado fizer algum trabalho, certamente morrerá.
Guardarão, pois, o sábado os filhos de Israel, celebrando-o nas suas gerações por aliança perpétua.
Entre mim e os filhos de Israel será um sinal para sempre; porque em seis dias fez o Senhor os céus e a terra, e ao sétimo dia descansou, e restaurou-se.
E deu a Moisés (quando acabou de falar com ele no monte Sinai) as duas tábuas do testemunho, tábuas de pedra, escritas pelo dedo de Deus.