Hebraico

Para podermos pesquisar as palavras originais dos livros da Bíblia, precisamos aprender o básico do hebraico, pois o hebraico nos dá revelações na Palavra!

Hebraico (escrito em caracteres hebraicos עברית “ivrit” é a Língua Babilônica no qual foi reescrito a Antiga Aliança) é uma língua que pertence ao ramo das línguas semíticas (Línguas semíticas porquê vem de Sem, filho de Noé) ao qual pertencem o árabe , o aramaico e o siríaco, sendo que os estudiosos crêem que sejam todas originadas de um mesmo idioma-raiz conhecido como Paleo-Semítico, que teria existido cerca de quatro mil anos atrás (2 mil anos antes do Messias). No Paleo-Hebraico (como em todos os hebraicos) lemos de trás para frente as palavras e textos, nesse contém 22 letras consoantes, quanto ao Hebraico-Aramaico, contém 22 letras consoantes e mais as vogais A,E,I,O,U que se dá por sinais que chamamos de “sinais massoréticos”, essas modificações se dão para servir como ensino da leitura do Hebraico e Paleo-Hebraico, como se fosse uma “rodinha auxiliar na bicicleta”.

O hebraico seria uma ramificação desta raiz, desenvolvido entre o povo hebreu, e cuja história pode ser dividida em dois estágios principais:

  • Hebraico Antigo: língua falada pelo antigo povo de Israel desde a época dos patriarcas (Paleo-Hebraico). Sua escrita era efetuada no antigo alfabeto hebraico, e ainda hoje é conservado e utilizado pelos samaritanos (moradores de Samaria – Israel). Esta língua foi usada até o Cativeiro na Babilônia (Período dos Profetas de YHWH). 
  • Ashuri, língua adotada pelos judeus após o retorno de Babilônia, derivada do aramaico, possuindo um alfabeto quadrado. Com a adoção da língua aramaica também o antigo hebraico passou a ser escrito com este alfabeto (o mesmo que se utiliza desde então, até nossos dias no hebraico moderno), este é o aramaico babilônico judaico.

A adoção da escrita hebraica com caracteres aramaicos é atribuída a Esdra, o escriba. Esta língua continuará sofrendo influências de outros idiomas através da história judaica, e serve de base para o que conhecemos como o Hebraico Moderno.

Primeiro vamos ver o Paleo-Hebraico que é a língua utilizada primordialmente.

Aqui está todo o alfabeto Paleo-Hebraico, lembrando que no Hebraico lemos de trás pra frente:

Número da letra: Verde
Transliteração: Amarelo
Nome da Letra: Branco
Fonética: “”
Significado: Branco

Aqui temos o alfabeto Hebraico-Aramaico, dessa vez organizei as letras em colunas para o melhor entendimento. No Hebraico-Aramaico, usamos os “sinais massoréticos” que indica a vogal que a consoante está usando, e também além de mudar as figuras do Paleo-Hebraico para figuras quadradas, usamos também em algumas letras, letras alternativas para se usar no final da palavra, essas letras são chamadas de “sufit”, são letras que se usa apenas nos finais das palavras:

Número da letra: Verde
Transliteração: Amarelo
Nome da Letra: Branco e Preto
Sufit: Rosa

Aqui temos os sinais massoréticos e alguns exemplos do uso deles nas palavras: 

Exemplificação das letras: Branco
Nome e sinais: Amarelo
Transliteração: Verde
Modificações em algumas consoantes: Azul
Exemplos: Verde

Perceba que todos os sinais massoréticos DAGUESH (bolinha): ou estão em baixo ou estão dentro das letras, com exceção apenas do “Holem” (Ó), esse sinal NÃO VAI em cima da letra, mas no canto superior esquerdo, com exceção da letra “Wav”, apenas ela suporta o “Holem” em cima dela, veja nos exemplos abaixo: