As 7 Festas da Torah

As 7 Festas da Torah não são festas apenas do passado, ou apenas rituais, elas revelam o tempo do fim, e é exatamente por isso que precisamos delas para estudar apocalipse.

As 7 Festas revelam os tempos a partir do Messias, pois o cumprimento das festas na Antiga Aliança eram apenas sombras do que estava por vir, assim como um objetivo que está se movendo direção contraria à luz emana uma sombra no chão que chega primeiro no alvo.

É importante que saibamos quais festas são estas, como eram comemoradas, e suas datas, e assim poderemos entender os tempos proféticos delas!

 

Pesach – A páscoa israelita, diferente da pagã que é também no mesmo mês, é uma festa para relembrar que Yahuah Tzevaot passou pelo Egito matando todos os primogênitos dos egípcios porquê o faraó não quis libertar o nosso povo. Ela é no dia 14/01.

Este mesmo mês vos será o princípio dos meses; este vos será o primeiro dos meses do ano.
Falai a toda a congregação de Israel, dizendo: Aos dez deste mês tome cada um para si um cordeiro, segundo as casas dos pais, um cordeiro para cada família.
Mas se a família for pequena para um cordeiro, então tome um só com seu vizinho perto de sua casa, conforme o número das almas; cada um conforme ao seu comer, fareis a conta conforme ao cordeiro.
O cordeiro, ou cabrito, será sem mácula, um macho de um ano, o qual tomareis das ovelhas ou das cabras.
E o guardareis até ao décimo quarto dia deste mês, e todo o ajuntamento da congregação de Israel o sacrificará à tarde.
E tomarão do sangue, e pô-lo-ão em ambas as ombreiras, e na verga da porta, nas casas em que o comerem.
E naquela noite comerão a carne assada no fogo, com pães ázimos; com ervas amargosas a comerão.
Não comereis dele cru, nem cozido em água, senão assado no fogo, a sua cabeça com os seus pés e com a sua fressura.
E nada dele deixareis até amanhã; mas o que dele ficar até amanhã, queimareis no fogo.
Assim pois o comereis: Os vossos lombos cingidos, os vossos sapatos nos pés, e o vosso cajado na mão; e o comereis apressadamente; esta é a páscoa do Senhor.
E eu passarei pela terra do Egito esta noite, e ferirei todo o primogênito na terra do Egito, desde os homens até aos animais; e em todos os deuses do Egito farei juízos. Eu sou o Senhor.
E aquele sangue vos será por sinal nas casas em que estiverdes; vendo eu sangue, passarei por cima de vós, e não haverá entre vós praga de mortandade, quando eu ferir a terra do Egito.
E este dia vos será por memória, e celebrá-lo-eis por festa ao Senhor; nas vossas gerações o celebrareis por estatuto perpétuo.
Êxodo 12:2-14

No mês primeiro, aos catorze do mês, pela tarde, é a páscoa do Senhor.
Levítico 23:5

Essa é a mesma festa que Yahusha comemorou antes de sua morte, o evento no qual o cristianismo chama de “Santa Ceia” ou “A última ceia”, na verdade não é um evento comum e aleatório que se tornou santo, mas sim a primeira festa da Torah que Yahusha cumpriu para que os judeus que o seguiam cumprissem em memória Dele, que Ele seria o cordeiro sacrificado.

Ele deu novo significados a todas as festas, pois a morte dele deu start nos verdadeiros significados da festas, porquê o significado das festas na Antiga Aliança eram sombras dos verdadeiros significados.

E, chegada a hora, pôs-se à mesa, e com ele os doze apóstolos.
E disse-lhes: Desejei muito comer convosco esta páscoa, antes que padeça;
Porque vos digo que não a comerei mais até que ela se cumpra no reino de Yahuah.
E, tomando o cálice, e havendo dado graças, disse: Tomai-o, e reparti-o entre vós;
Porque vos digo que já não beberei do fruto da vide, até que venha o reino de Yahuah.
E, tomando o pão, e havendo dado graças, partiu-o, e deu-lho, dizendo: Isto é o meu corpo, que por vós é dado; fazei isto em memória de mim.
Semelhantemente, tomou o cálice, depois da ceia, dizendo: Este cálice é a Nova Aliança no meu sangue, que é derramado por vós.
Lucas 22:14-20

Matzah – A festa dos Pães Ázimos, a comemoração dessa festa é junto com a Pesach, no dia seguinte e por 7 dias, se comemora o fato de Yahuah ter tirado Ysarel do Egito às pressas, portanto se comemora 7 dias de pães ázimos. Ela é no dia 15/01.

Sete dias comereis pães ázimos; ao primeiro dia tirareis o fermento das vossas casas; porque qualquer que comer pão levedado, desde o primeiro até ao sétimo dia, aquela alma será cortada de Israel.
E ao primeiro dia haverá santa convocação; também ao sétimo dia tereis santa convocação; nenhuma obra se fará neles, senão o que cada alma houver de comer; isso somente aprontareis para vós.
Guardai pois a festa dos pães ázimos, porque naquele mesmo dia tirei vossos exércitos da terra do Egito; pelo que guardareis a este dia nas vossas gerações por estatuto perpétuo.
No primeiro mês, aos catorze dias do mês, à tarde, comereis pães ázimos até vinte e um do mês à tarde (Pesach).
Por sete dias não se ache nenhum fermento nas vossas casas (Matzah); porque qualquer que comer pão levedado, aquela alma será cortada da congregação de Israel, assim o estrangeiro como o natural da terra.
Nenhuma coisa levedada comereis; em todas as vossas habitações comereis pães ázimos.
Êxodo 12:15-20

E aos quinze dias deste mês é a festa dos pães ázimos do Senhor; sete dias comereis pães ázimos.
No primeiro dia tereis santa convocação; nenhum trabalho servil fareis;
Mas sete dias oferecereis oferta queimada ao Senhor; ao sétimo dia haverá santa convocação; nenhum trabalho servil fareis.
Levítico 23:6-8

Yahusha foi os pães ázimos de Ysrael, o pão significa o corpo Dele na Nova Aliança, e Ele diz que é o pão da Vida:

Nossos pais comeram o maná no deserto, como está escrito: Deu-lhes a comer o pão do céu. Disse-lhes, pois, Jesus: Na verdade, na verdade vos digo: Moisés não vos deu o pão do céu; mas meu Pai vos dá o verdadeiro pão do céu. Porque o pão de Deus é aquele que desce do céu e dá vida ao mundo.
Disseram-lhe, pois: Senhor, dá-nos sempre desse pão.
E Yahusha lhes disse: Eu sou o pão da vida; aquele que vem a mim não terá fome, e quem crê em mim nunca terá sede. Eu sou o pão da vida.
Vossos pais comeram o maná no deserto, e morreram. Este é o pão que desce do céu, para que o que dele comer não morra. Eu sou o pão vivo que desceu do céu; se alguém comer deste pão, viverá para sempre; e o pão que eu der é a minha carne, que eu darei pela vida do mundo.
Este é o pão que desceu do céu; não é o caso de vossos pais, que comeram o maná e morreram; quem comer este pão viverá para sempre.
João 6:31-35, 48-51, 58

Primícias – A festa que Ysrael fazia oferta queimada de animais de 1 ano de vida e primícias de todo grão tirado de suas terras de plantações para Yahuah Tzvaot. Ela é no dia 21/01.

E falou o Senhor a Moisés, dizendo:
Fala aos filhos de Israel, e dize-lhes: Quando houverdes entrado na terra, que vos hei de dar, e fizerdes a sua colheita, então trareis um molho das primícias da vossa sega ao sacerdote;
E ele moverá o molho perante o Senhor, para que sejais aceitos; no dia seguinte ao sábado o sacerdote o moverá.
E no dia em que moverdes o molho, preparareis um cordeiro sem defeito, de um ano, em holocausto ao Senhor,
E a sua oferta de alimentos, será de duas dízimas de flor de farinha, amassada com azeite, para oferta queimada em cheiro suave ao Senhor, e a sua libação será de vinho, um quarto de him.
E não comereis pão, nem trigo tostado, nem espigas verdes, até aquele mesmo dia em que trouxerdes a oferta do vosso Deus; estatuto perpétuo é por vossas gerações, em todas as vossas habitações.
Levítico 23:9-14

Essa foi a Ressurreição de Yahusha, Ele foi o primeiro que morreu voltou e ressuscitou!

E viu dois anjos vestidos de branco, assentados onde jazera o corpo de Yahusha, um à cabeceira e outro aos pés.
E disseram-lhe eles: Mulher, por que choras? Ela lhes disse: Porque levaram o meu Alahim, e não sei onde o puseram.
E, tendo dito isto, voltou-se para trás, e viu Yahusha em pé, mas não sabia que era Yahusha.
Disse-lhe Yahusha: Mulher, por que choras? Quem buscas? Ela, cuidando que era o hortelão, disse-lhe: Mestre, se tu o levaste, dize-me onde o puseste, e eu o levarei.
Disse-lhe Yahusha: Maria! Ela, voltando-se, disse-lhe: Raboni, que quer dizer: Mestre.
Disse-lhe Yahusha: Não me detenhas, porque ainda não subi para meu Pai, mas vai para meus irmãos, e dize-lhes que eu subo para meu Pai e vosso Pai, meu Alahim e vosso Alahim.
Maria Madalena foi e anunciou aos discípulos que vira Yah, e que ele lhe dissera isto.
Chegada, pois, a tarde daquele dia, o primeiro da semana, e cerradas as portas onde os discípulos, com medo dos judeus, se tinham ajuntado, chegou Yahusha, e pôs-se no meio, e disse-lhes: Paz seja convosco.
E, dizendo isto, mostrou-lhes as suas mãos e o lado. De sorte que os discípulos se alegraram, vendo Yah.
Disse-lhes, pois, Yahusha outra vez: Paz seja convosco; assim como o Pai me enviou, também eu vos envio a vós.
João 20:12-21

Mas de fato Yahusha ressuscitou dentre os mortos, e foi feito as primícias dos que dormem.
1 Coríntios 15:20

Shavuot – O Pentecostes vinha 50 dias depois das Primícias. Como era apresentado o molho movido no princípio da colheita, antes que coisa alguma da nova produção fosse usada, assim vinha o Pentecostes ao fim da ceifa de todo o grão, não somente da cevada, como no caso do molho movido, representando o jubiloso reconhecimento por parte de Ysrael. De sua dependência de Yahuah como doador de todas as boas dádivas. Desta vez não era um molho que se apresentava, mas dois pães de farinha movidos, cozidos com fermento, juntamente com “sete cordeiros sem mancha, de um ano, e um novilho, e dois carneiros”. Isto era acompanhado de um bode para expiação do pecado, e dois cordeiros de um ano por sacrifício pacifico.

Até ao dia seguinte ao sétimo sábado, contareis cinqüenta dias; então oferecereis nova oferta de alimentos à Yahuah.
Das vossas habitações trareis dois pães de movimento; de duas dízimas de farinha serão, levedados se cozerão; primícias são à Yahuah.
Também com o pão oferecereis sete cordeiros sem defeito, de um ano, e um novilho, e dois carneiros; holocausto serão à Yahuah, com a sua oferta de alimentos, e as suas libações, por oferta queimada de cheiro suave à Yahuah.
Também oferecereis um bode para expiação do pecado, e dois cordeiros de um ano por sacrifício pacífico.
Então o sacerdote os moverá com o pão das primícias por oferta movida perante Yahuah, com os dois cordeiros; santos serão à Yahuah para uso do sacerdote.
E naquele mesmo dia apregoareis que tereis santa convocação; nenhum trabalho servil fareis; estatuto perpétuo é em todas as vossas habitações pelas vossas gerações.
E, quando fizerdes a colheita da vossa terra, não acabarás de segar os cantos do teu campo, nem colherás as espigas caídas da tua sega; para o pobre e para o estrangeiro as deixarás. Eu sou Yahuah vosso Alahim.
Levítico 23:16-22

O Shavuot ou Pentecostes, foi a ascensão de Yahusha aos céus e decida do Espírito Santo na Igreja, para habitação, coincidentemente também ocorreu o batismo do Espírito Santo naquelas pessoas daquele tempo, isso se chama “chuva temporã”, onde a manifestação do Espírito Santo se deu para profetizar, falar em línguas e fazer prodígios.

E, cumprindo-se o dia de Pentecostes, estavam todos concordemente no mesmo lugar;
E de repente veio do céu um som, como de um vento veemente e impetuoso, e encheu toda a casa em que estavam assentados.
E foram vistas por eles línguas repartidas, como que de fogo, as quais pousaram sobre cada um deles.
E todos foram cheios do Espírito Santo, e começaram a falar noutras línguas, conforme o Espírito Santo lhes concedia que falassem.
Atos 2:1-4

Conserva o modelo das sãs palavras que de mim tens ouvido, na fé e no amor que há em Yahusha ha’Mashyach.
Guarda o bom depósito pelo Espírito Santo que habita em nós.
2 Timóteo 1:13,14

Yom Teruá – A festa das Trombetas, comemorada com uma convocação sagrada anunciada com o som do shofar. Ela é no dia 01/07.

Fala aos filhos de Israel, dizendo: No mês sétimo, ao primeiro do mês, tereis descanso, memorial com sonido de trombetas, santa convocação.
Nenhum trabalho servil fareis, mas oferecereis oferta queimada à Yahuah.
Levítico 23:24,25

Semelhantemente, tereis santa convocação no sétimo mês, no primeiro dia do mês; nenhum trabalho servil fareis; será para vós dia de sonido de trombetas.
Então por holocausto, em cheiro suave ao Senhor, oferecereis um novilho, um carneiro e sete cordeiros de um ano, sem defeito.
E pela sua oferta de alimentos de flor de farinha misturada com azeite, três décimas para o novilho, e duas décimas para o carneiro,
E uma décima para cada um dos sete cordeiros.
E um bode para expiação do pecado, para fazer expiação por vós;
Além do holocausto do mês, e a sua oferta de alimentos, e o holocausto contínuo, e a sua oferta de alimentos, com as suas libações, segundo o seu estatuto, em cheiro suave, oferta queimada à Yahuah.
Números 29:1-6

O significado verdadeiro desta festa ainda não se cumpriu no nosso tempo, mas jaz às portas, se cumprirá na primeira parte da semana do apocalipse, depois de ter cumprido metade da festa de Pentecostes, cumprindo assim 3 moeds e meio, se cumprirá a outra metade de Pentecostes com a “chuva serôdia” na igreja no início do apocalipse, e então começaremos a tocar trombetas nos últimos 7 anos do homem, assim se cumprirá a festa das Trombetas.

Yom Kippur – O dia da Expiação, é a expiação dos pecados que era feito com as tribos de Yisrael. Ela é no dia 10/07

Mas aos dez dias desse sétimo mês será o dia da expiação; tereis santa convocação, e afligireis as vossas almas; e oferecereis oferta queimada à Yahuah.
E naquele mesmo dia nenhum trabalho fareis, porque é o dia da expiação, para fazer expiação por vós perante Yahuah vosso Alahim.
Porque toda a alma, que naquele mesmo dia se não afligir, será extirpada do seu povo.
Também toda a alma, que naquele mesmo dia fizer algum trabalho, eu a destruirei do meio do seu povo.
Nenhum trabalho fareis; estatuto perpétuo é pelas vossas gerações em todas as vossas habitações.
Sábado de descanso vos será; então afligireis as vossas almas; aos nove do mês à tarde, de uma tarde a outra tarde, celebrareis o vosso sábado.
Levítico 23:27-32

E no dia dez deste sétimo mês tereis santa convocação, e afligireis as vossas almas; nenhum trabalho fareis.
Mas por holocausto, em cheiro suave ao Senhor, oferecereis um novilho, um carneiro e sete cordeiros de um ano; eles serão sem defeito.
E, pela sua oferta de alimentos de flor de farinha misturada com azeite, três décimas para o novilho, duas décimas para o carneiro,
E uma décima para cada um dos sete cordeiros;
Um bode para expiação do pecado, além da expiação do pecado pelas propiciações, e do holocausto contínuo, e da sua oferta de alimentos com as suas libações.
Números 29:7-11

O dia da expiação se cumprirá no 6° selo do apocalipse com a Ira do Cordeiro – Inversão do Campo Magnético – é o batismo pelo fogo de Ysrael, onde seremos transformados e glorificados, é o “cessar a transgressão, e para dar fim aos pecados, e para expiar a iniqüidade, e trazer a justiça eterna, e selar a visão e a profecia, e para ungir o Santíssimo”
Daniel 9:24

Sukot – A festa das Cabanas, é comemorada as boas colheitas, onde as tribos ficavam acampadas por 7 dias em cabanas e ofereciam sacrifícios. Ela é no dia 15/07.

Fala aos filhos de Israel, dizendo: Aos quinze dias deste mês sétimo será a festa dos tabernáculos à Yahuah por sete dias.
Ao primeiro dia haverá santa convocação; nenhum trabalho servil fareis.
Sete dias oferecereis ofertas queimadas à Yahuah; ao oitavo dia tereis santa convocação, e oferecereis ofertas queimadas à Yahuah; dia de proibição é, nenhum trabalho servil fareis.
Estas são as solenidades de Yahuah, que apregoareis para santas convocações, para oferecer ao Senhor oferta queimada, holocausto e oferta de alimentos, sacrifício e libações, cada qual em seu dia próprio;
Levítico 23:34-37

Semelhantemente, aos quinze dias deste sétimo mês tereis santa convocação; nenhum trabalho servil fareis; mas sete dias celebrareis festa à Yahuah.
E, por holocausto em oferta queimada, de cheiro suave ao Senhor, oferecereis treze novilhos, dois carneiros e catorze cordeiros de um ano; todos eles sem defeito.
E, pela sua oferta de alimentos de flor de farinha misturada com azeite, três décimas para cada um dos treze novilhos, duas décimas para cada carneiro, entre os dois carneiros;
E uma décima para cada um dos catorze cordeiros;
E um bode para expiação do pecado, além do holocausto contínuo, a sua oferta de alimentos e a sua libação;
Depois, no segundo dia, doze novilhos, dois carneiros, catorze cordeiros de um ano, sem defeito;
E a sua oferta de alimentos e as suas libações para os novilhos, para os carneiros e para os cordeiros, conforme o seu número, segundo o estatuto;
E um bode para expiação do pecado, além do holocausto contínuo, da sua oferta de alimentos e das suas libações.
E, no terceiro dia, onze novilhos, dois carneiros, catorze cordeiros de um ano, sem defeito;
E as suas ofertas de alimentos, e as suas libações para os novilhos, para os carneiros e para os cordeiros, conforme o seu número, segundo o estatuto;
E um bode para expiação do pecado, além do holocausto contínuo, e da sua oferta de alimentos e da sua libação.
E, no quarto dia, dez novilhos, dois carneiros, catorze cordeiros de um ano, sem defeito;
A sua oferta de alimentos, e as suas libações para os novilhos, para os carneiros, e para os cordeiros, conforme o seu número, segundo o estatuto;
E um bode para expiação do pecado, além do holocausto contínuo, da sua oferta de alimentos e da sua libação.
E, no quinto dia, nove novilhos, dois carneiros e catorze cordeiros de um ano, sem defeito.
E a sua oferta de alimentos, e as suas libações para os novilhos, para os carneiros e para os cordeiros, conforme o seu número, segundo o estatuto;
E um bode para expiação do pecado além do holocausto contínuo, e da sua oferta de alimentos e da sua libação.
E, no sexto dia, oito novilhos, dois carneiros, catorze cordeiros de um ano, sem defeito;
E a sua oferta de alimentos, e as suas libações para os bezerros, para os carneiros e para os cordeiros, conforme o seu número, segundo o estatuto;
E um bode para expiação do pecado, além do holocausto contínuo, da sua oferta de alimentos e da sua libação.
E, no sétimo dia, sete novilhos, dois carneiros, catorze cordeiros de um ano, sem defeito.
E a sua oferta de alimentos, e as suas libações para os novilhos, para os carneiros e para os cordeiros, conforme o seu número, segundo o seu estatuto,
E um bode para expiação do pecado, além do holocausto contínuo, da sua oferta de alimentos e da sua libação.
No oitavo dia tereis dia de solenidade; nenhum trabalho servil fareis;
Números 29:12-35

Esta se cumprirá no Milênio do Messias, o Teu Reino, será o sétimo e último Milênio, o verdadeiro Shabat.

Quero deixar claro aqui que esse post é unicamente para estudar as festas nas profecias, e nos tempos, e não para comemora-las, pois esta ordenança acabou nesse tempo que vivemos, não temos esse dever, mas quem faz, faz por amor, e faz para Yahuah, e quem não faz, também faz para Yahuah:

Aquele que faz caso do dia, para Yah o faz e o que não faz caso do dia para Yah o não faz. O que come, para Yah come, porque dá graças a Yah; e o que não come, para Yah não come, e dá graças a Yah.
Porque nenhum de nós vive para si, e nenhum morre para si.
Porque, se vivemos, para Yah vivemos; se morremos, para Yah morremos. De sorte que, ou vivamos ou morramos, somos de Yah.
Romanos 14:6-8

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.